Como as redes sociais podem ajudar as vendas em tempos de crise

Como as redes sociais podem ajudar as vendas em tempos de crise

31 de janeiro de 2021

É fato que a pandemia do coronavirus não está proporcionando malefícios exclusivamente à saúde, mas também para à economia. Diversas empresas estão se endividando ou até mesmo falindo, conquanto, existem aquelas que estão lucrando como nunca antes, ampliando suas estratégias de marketing digital nas redes sociais.

Aqui abordaremos como você pode utilizar essas ferramentas ao seu favor:

1 – TEMPOS DE CRISE  – O MOMENTO REQUER INOVAÇÃO

A prática de home office e compra sem sair de casa (delivery e online) nunca foi tão requisitado no mundo quanto em tempos de distanciamento social.

Essa nova realidade prova a necessidade de conhecimento do marketing digital e digitalização de empresa. Portanto, é fulcral manter presença online e garantir que as formas de interações comerciais ocorram de maneira remota.

Essa mudança de cenário ocasionada pelo Coronavírus, aumentou um mercado que já crescia constantemente – o mercado digital.

Contemporâneamente por uma questão de sobrevivência pequenas empresas, devem aprender a vender também pela internet e redes sociais.
Um ponto crucial e que deve ser levado em consideração, é contar com tecnologias que permitam monitorar e acompanhar as mudanças que os consumidores apresentam para que você não fique para trás.

2 – O QUE É A VENDA SOCIAL? SOBRESSAIA-SE SOBRE SEUS CONCORRENTES

A venda social é o processo de interagir com clientes em potencial por meio das mídias sociais. É semelhante à criação de leads. Seu objetivo é transformá-los em um cliente fiel. Você faz isso não apenas interagindo com eles on-line, mas fornecendo valor.

As estatísticas mostram que a venda social é uma obrigação no mercado atual. Segundo o LinkedIn , 78% das empresas que usam vendas sociais superam seus concorrentes que não usam mídias sociais. Eles têm 45% mais oportunidades de vendas e 51% mais chances de atingir cotas de vendas.
Existe variações de atitudes de empresas em relação ao quadro de incertezas que o mundo está vivendo:

  • Empresas que estão paralisadas, aguardando o isolamento social passar para em fim retomar suas atividades comerciais;
  • Empresas paralisadas parcialmente, com apenas poucos setores em funcionamento;
  • E aquelas outras que estão se esforçando para se adaptar ao momento de crise.

Esta terceira forma de posicionamento, é sem dúvidas a melhor, uma vez que a empresa possua consciência da necessidade de se reinventar seja em produtos ou em serviços, para atender de modo eficiente, confiável e seguro ao seu consumidor.

Dado que, se a empresa obter êxito em proporcionar aos seus respectivos clientes tais necessidades efetivamente, quando finalmente passar essa crise, ela estará muito mais forte e preparada que o seus concorrentes.


3. O QUE POSTAR NAS MÍDIAS SOCIAIS DURANTE O CORONAVÍRUS ?

Não tente fazer COVID-19 engraçado. NUNCA poste mensagens sobre a falta de papel higiênico. A pior coisa a fazer é que suas postagens sejam ignoradas, tais comportamentos podem prejudicar a imagem e a reputação da marca. Não importa o tamanho ou a popularidade de uma empresa, as reclamações são inevitáveis. 

 Se você planeja continuar usando a mídia social, use-a para se comunicar com seus clientes sobre suas operações, sobre as precauções que você e sua equipe estão tomando para garantir a segurança pública. Se você possui um restaurante pequeno e acabou de adicionar a entrega delivery como um serviço para continuar a servir seus clientes, não deixe de falar sobre isso de maneira positiva.

Leia também: O que postar no Instagram

Com todos os feeds de mídia social sendo inundados com mensagens e estatísticas assustadoras, concentre-se apenas nos fatos e coisas que podem ajudar seus clientes a superar esse momento difícil. Entenda o estado de espírito de seus clientes e sua disponibilidade para consumir qualquer publicidade de marca.

4 – PLANEJAMENTO


O planejamento deve ser a base da estratégia de vendas nas redes sociais, através dela você poderá medir potenciais vantagens e desvantagens do seu negócio.
Etapas que devem ser consideradas no seu planejamento:

  • Estabeleça um objetivo no qual queira alcançar com cada postagem e crie uma frequência de produção de conteúdo. É natural que seu objetivo inicial mude, podendo abranger tanto vendas quanto conversão de clientes à sua marca.
  • Defina uma estratégia de vendas. Um bom exemplo nessa etapa é você utilizar as redes sociais no âmbito de divulgação e o WhatsApp para comunicação com seus clientes e conclusão das compras. Essas formas de interação com seus clientes faz com que você tenha uma padronização e personalização no atendimento.
  •  Considere a pesquisa de palavras-chave e a pesquisa competitiva para ajudar a debater idéias de conteúdo que interessarão ao seu público-alvo. O que outras empresas do seu setor estão fazendo para promover o engajamento nas mídias sociais?

Através do conhecimento obtido em suas lojas físicas, você pode usá-lo para capturar seu público-alvo também nas redes sociais. Quando for comunicar ou divulgar, pense nos gostos e necessidades dessas pessoas, dessa forma, seus conteúdos terão maior impacto sobre estes. Assim, sua marca ganhará mais prestígio e consequentemente mais vendas.

5- ESCOLHA A REDE SOCIAL QUE MELHOR SE ADEQUA AO SEU NEGÓCIO


Acredita-se por muitas pessoas que quanto mais redes sociais, melhor. Entretanto, é necessário ter cuidado quanto a isso. Escolha a mídia social com base no seu público. Conduza rapidamente pesquisas de mercado para ver onde elas estão. Por exemplo, se seu público-alvo usa mais o Facebook, criar grandes esforços no Twitter não faz sentido. É importante manter uma presença saudável, sempre produzindo conteúdo de alta qualidade e gerenciar bem sua presença online.


Embora o Facebook, o Linkedin e o Twitter tendam a ser presos na mesma categoria geral de marketing, eles são realmente bem diferentes. O público e as plataformas exigem tipos ligeiramente diferentes de escrita.
Devido às suas características distintas, é crucial que sua marca evite publicar as mesmas atualizações exatas em todos os aspectos. Em vez disso, manipule seu tom de voz de acordo com o canal no qual você está compartilhando a atualização.

6 – Como escolher as melhores plataformas de mídia social para marketing e vendas em tempos de crise.

Aqui está uma breve visão geral sobre como usar as mídias sociais para marketing  e vendas em tempos de crise de acordo com a base de usuários e o ambiente exclusivos de cada plataforma. Diferentes sites de marketing de mídia social exigem abordagens diferentes, portanto, desenvolva uma estratégia exclusiva, personalizada para cada plataforma.


Usando o Facebook para Social Media Marketing e vendas em tempos de crise

O ambiente casual e amigável do Facebook requer uma estratégia de marketing de mídia social ativa . Comece criando uma página de fãs de negócios do Facebook. Você deve prestar muita atenção ao layout, pois o componente visual é um aspecto essencial da experiência no Facebook. 
O Facebook é um lugar onde as pessoas relaxam e conversam com os amigos, então mantenha seu tom leve e amigável. E lembre-se, o alcance orgânico no Facebook pode ser extremamente limitado, portanto, considere uma estratégia de anúncios do Facebook com boa relação custo-benefício , que também pode ter um grande impacto na sua presença orgânica no Facebook !


Usando o Pinterest para Social Media Marketing e vendas em tempos de crise

O Pinterest é uma das tendências de marketing de mídia social que mais cresce. A plataforma centrada em imagem do Pinterest é ideal para o varejo, mas qualquer pessoa pode se beneficiar do uso do Pinterest para fins de mídia social ou anúncios geradores de vendas .
O Pinterest permite que as empresas mostrem suas ofertas de produtos e desenvolvam a personalidade da marca com quadros de anúncios exclusivos e atraentes. Ao desenvolver sua estratégia do Pinterest, lembre-se de que o público principal da rede social é feminino. Se esse é o seu perfil demográfico, você precisa estar presente no Pinterest!

Usando o Twitter para Social Media Marketing e vendas em tempos de crise

O Twitter é a ferramenta de marketing de mídia social que permite transmitir suas atualizações pela Web. Siga os tweeters do seu setor ou de campos relacionados e, em troca, você deve obter um fluxo constante de seguidores.

Misture seus tweets oficiais sobre promoções, descontos e notícias com divertidos tweets de construção de marca. Retweetue quando um cliente tiver algo agradável a dizer sobre você e não se esqueça de responder às perguntas das pessoas sempre que possível. O uso do Twitter como uma ferramenta de marketing de mídia social gira em torno do diálogo e da comunicação. Portanto, não deixe de interagir o máximo possível para nutrir e criar seus seguidores.

Usando o LinkedIn para Social Media Marketing e vendas em tempos de crise

O LinkedIn é um dos sites de marketing de mídia social mais profissionais. O Grupos do LinkedIn é um ótimo local para entrar em um diálogo profissional com pessoas de setores semelhantes e fornece um lugar para compartilhar conteúdo com pessoas que pensam da mesma forma. Também é ótimo para publicar trabalhos e criar redes de funcionários em geral.
Incentive os clientes a dar uma recomendação à sua empresa no seu perfil do LinkedIn. As recomendações tornam sua empresa mais credível e confiável para novos clientes. Navegue também na seção Perguntas do LinkedIn; fornecer respostas ajuda você a se estabelecer como um líder de pensamento e ganha confiança.

7 – POSICIONAMENTO DA MARCA


Com a pandemia do coronavírus as empresas estão se posicionando nas redes sociais e criando formas de orientar as pessoas para se prevenir contra a doença. Por meio dessas ações consegue difundir seus ideais e expressar para o público que preocupa com o seu bem estar .Esse tipo de conteúdo apresentado não deve ser visto como ” tomar proveito da citação”, mas um ato oportunista, caso contrário sua marca não será vista com bons olhos, e portanto, sua estratégia de marketing digital irá por água abaixo. 
Alguns exemplos de campanhas que estão dando certo: 

  • MERCADO LIVRE: Em vez de ilustrar sua marca com um aperto de mão, substituiu temporariamente por um encostar de cotovelos. A imagem carreta a frase ” Juntos. De mãos dadas, ou não”.
  • AMAZON : A fim de incentivar as pessoas a ficarem em casa, a Amazon disponibilizou em seu site conteúdos gratuitos para o Kindle.
  • NATURA e AVON:  Tendo como slogan ” Juntos podemos barrar o contágio” a Avon e Natura doarão 2,8 milhões de sabonetes em barra e líquido para a população mais carente na Bahia, São Paulo e Pará e outros países da América Latina.

Esse tipo de atitude promoverá a sua marca humanização, e provará as pessoas que você de fato preocupa com elas, fazendo com que se sintam especiais, desencadeando assim mais credibilidade e uma excelente reputação para o seu negócio.

CONCLUSÃO

Em uma pandemia , o posicionamento da marca nas redes sociais deve não apenas ser consistente com a cultura organizacional e os valores de todas as marcas , mas também fornecer informações verídicas. Todavía, este é um excelente momento para a empresa revisar seus próprios negócios e se reformular. O mundo está mudando e a maneira de negociar também está. 
É necessário nós transformar constantemente. E por intermédio das redes sociais é possível se reinventar a cada dia.

Acima de tudo – para todos os nossos amigos de pequenas empresas – permaneça forte. Nós vamos fazer o mesmo.
Sobre o autor: Vanderson Fernandes Santos

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *